Bio (Pt – Eng)

.

.

PORTUGUÊSENGLISH

Em 2020, o GMCL (Grupo de Música Contemporânea de Lisboa) assinalou o seu cinquentenário, nacional e internacionalmente, com diversas celebrações e eventos – concertos, conferências, publicação de livros evocativos e lançamento de um DVD.

Depois de um ano dedicado aos seus 50 anos de história e às efemérides evocativas de Jorge Peixinho e Clotilde Rosa, este ano apresentamos Rio do Tempo. Uma temporada de renovação da tradição musical contemporânea, qual fluidez do tempo, trazendo a herança até ao presente, revisitando as origens, sem, no entanto, deixar de construir pontes para a vanguarda da contemporaneidade.

Os trabalhos discográficos do GMCL com música de Jorge Peixinho, editados por “La Mà de Guido” (LMG 4004, 4008 e 2147) mereceram o aplauso entusiástico e unânime da crítica especializada, bem como o duplo CD Caminhos de Orfeu (LMG 2115), dedicado a diversas obras encomendadas pelo Grupo.

Em 2019, o GMCL editou um disco monográfico dedicado à música de câmara de Filipe Pires (LMG 2159) e em 2020 apresentou um DVD com obras de Constança Capdeville, gravado ao vivo no Teatro Municipal de São Luiz.

Para celebrar a temporada 2020 – Três nascimentos: Clotilde Rosa 90 anos (n.1930); Jorge Peixinho 80 anos (n.1940); GMCL 50 anos (n. 1970) – O GMCL editou em parceria com a AVA – Musical Editions dois livros, GMCL 50 Anose Clotilde Rosa – in Memoriam, que se encontram disponíveis no catálogo desta editora. 

O GMCL NA HISTÓRIA

Fundado em 1970 por Jorge Peixinho, com a colaboração de Clotilde Rosa, António Oliveira e Silva, Carlos Franco e António Reis Gomes – aos quais se juntaram José Lopes e Silva e outros instrumentistas e cantores – o Grupo de Música Contemporânea de Lisboa (GMCL) é o primeiro grupo português de música contemporânea, desempenhando um papel histórico de vanguarda na abertura da sociedade portuguesa à estética musical do seu tempo. A sua primeira apresentação pública aconteceu no Festival de Sintra de 1970, mantendo, desde então, uma constante regularidade nas suas apresentações no país, incluindo gravações para a rádio e televisão. Logo em 1972, teve a sua primeira deslocação ao estrangeiro, participando no Festival de Arte Contemporânea de Royan.

Ao longo dos seus 50 anos de existência – meio século de actividade ininterrupta – o GMCL apresentou-se em regularmente fora de Portugal, nomeadamente em concertos e festivais de música contemporânea em Amsterdão, Acqui Terme, Ávila, Badajoz, Bamberg, Barcelona, Bayreuth, Belo Horizonte, Bruxelas, Cagliari, Cardiff, Dunkerque, Lille, Ljubljana, Londres, Madrid, Milão, Naestved, Nice, Roterdão, Santos, São Paulo, Sevilha, Siena, Trieste, Turim, Valência, Varsóvia e Zagreb. Em Portugal, destacou-se a sua participação regular nos Encontros Gulbenkian de Música Contemporânea, em Lisboa, e ainda nos Festivais do Estoril e de Coimbra, Europália 91, Teatro Nacional de S. Carlos, entre outros. Mais recentemente, passou a ser presença regular nos principais Festivais de música do país.

A discografia do GMCL compreende obras de Jorge Peixinho, algumas dirigidas pelo próprio compositor, para além de numerosas criações de outros compositores. O Grupo gravou também obras de compositores portugueses para a Tribuna Internacional de Compositores e participou em várias obras originais para teatro, cinema e multimédia, tendo sido distinguido com a medalha de Mérito Cultural, atribuída pela Secretaria de Estado da Cultura, como reconhecimento da sua actividade de divulgação da cultura musical contemporânea nacional e estrangeira.

Divulgar obras de autores portugueses contemporâneos, com incidência na obra de Jorge Peixinho, é o cerne da missão do GMCL. Apoiado pela DGArtes, desenvolve desde 2000 um projecto de encomendas de obras a compositores com a respectiva apresentação pública, divulgação, edição de partituras e registo fonográfico.

Paralelamente, o GMCL realiza uma regular e fecunda acção pedagógica junto de escolas do Ensino Artístico, na criação de públicos e na formação de novos maestros e intérpretes.

 

FINALIDADES E OBJECTIVOS

Fomento da Produção e Divulgação de Obras de Câmara Contemporâneas, como aliás tem sido uma das preocupações fundamentais do GMCL ao longo de mais de 40 anos de existência.

Encomenda de obras a compositores portugueses ou residentes em Portugal, dentro da constituição do GMCL, sendo preocupação do GMCL que haja a máxima representatividade das várias correntes estéticas.

Divulgação da obra de Jorge Peixinho e outros compositores marcantes seus contemporâneos, na área da música contemporânea, em concertos a realizar  pelo país.

Divulgação de repertório de compositores estrangeiros, com especial incidência em autores que de uma forma ou de outra ficaram ligados ao GMCL.

Registo áudio e vídeo das obras encomendadas, assim como outras já encomendadas e estreadas pelo Grupo. Recuperação de obras que o GMCL tem em repertório, que existam em suporte com qualidade mínima para edição discográfica.

Edição gráfica das partituras das obras encomendadas actuais e do passado, bem como recuperação de manuscritos de Jorge Peixinho e outros compositores para edição.

Aproveitamento da especialização dos elementos do Grupo nesta área específica da música em termos pedagógicos, com a realização de masterclasses de Interpretação de Música Contemporânea por parte dos mesmos em cada um dos seus instrumentos.

Realização de palestras, conferências e fóruns de discussão, por parte dos compositores, elementos do Grupo e convidados, com vista à apresentação, discussão e análise das obras a executar e apresentar nos vários concertos e masterclasses.

Concretização de contactos no estrangeiro com o objectivo de dar a conhecer no exterior a música contemporânea portuguesa.

 

 

In 2020 the GMCL (Lisbon Contemporary Music Group) marked its 50th anniversary, nationally and internationally, with several celebrations and events – concerts, conferences, publication of evocative books and the launch of a DVD.

After a year dedicated to its 50 years of history and the evocative events of Jorge Peixinho and Clotilde Rosa, we now present Rio do Tempo. Reflecting the flow of time, a season of renewal of the contemporary musical tradition brings the heritage to the present, revisiting its origins, without, however, failing to build bridges to the vanguard of contemporary times.

The discography of GMCL edited by “La Mà de Guido” (LMG 4004, 4008 and 2147) with music by Jorge Peixinho received the enthusiastic and unanimous applause from specialized critics, as did the double CD Caminhos de Orfeu (LMG 2115), dedicated to several works commissioned by the Group.

In 2019 the GMCL edited a monographic disc dedicated to chamber music by Filipe Pires (LMG 2159) and in 2020 it presented a DVD with works by Constança Capdeville, recorded live at the São Luiz City Theatre .

To celebrate the 2020 season – Three births: Clotilde Rosa 90 years old (b.1930); Jorge Peixinho 80 years old (b.1940); GMCL 50 anos (b. 1970) – GMCL published two books in partnership with AVA – Musical Editions – GMCL 50 Anos and Clotilde Rosa – in Memoriam – which are available in this publisher’s catalog.

GMCL IN HISTORY

Founded in 1970 by Jorge Peixinho, with the collaboration of Clotilde Rosa, António Oliveira e Silva, Carlos Franco and António Reis Gomes – who were joined by José Lopes e Silva and other instrumentalists and singers – the Lisbon Contemporary Music Group (GMCL) was the first Portuguese group of contemporary music and has fulfilled an historic role in bringing Portuguese society in contact with the aesthetics of the time. Its first public performance was at the 1970 Sintra Festival and it has maintained regular concerts and radio and television broadcasts ever since. In 1972 the group made its first foreign tour, participating in the Royan Contemporary Art Festival.

Over its 50 years of existence – half a century of uninterrupted activity – the GMCL has given concerts in many countries, namely in concerts and contemporary music festivals in Amsterdam, Acqui Terme, Ávila, Badajoz, Bamberg, Barcelona, Bayreuth, Belo Horizonte, Brussels, Cagliari, Cardiff, Dunkerque, Lille, Ljubljana, London, Madrid, Milan, Naestved, Nice, Rotterdam, Santos, São Paulo, Seville, Siena, Trieste, Turin, Valencia, Warsaw and Zagreb. In Portugal it has had important roles in the Gulbenkian Contemporary Music Days in Lisbon  and also in the Festivals of Estoril and Coimbra, Europália 91, São Carlos National Theatre, etc. More recently, it has become a regular presence in the main music festivals in the country.

The discography of the GMCL includes works by Jorge Peixinho, some directed by the composer himself, in addition to numerous creations by other composers. The Group also recorded works by Portuguese composers for the International Tribune of Composers and has taken part in several original works for theater, cinema and multimedia. It has been decorated by the Secretariat of State for Culture with a medal of Cultural Merit for its role in the dissemination of Portuguese and international contemporary music.

Disseminating works by contemporary Portuguese authors, with an emphasis on the work of Jorge Peixinho, is at the heart of the mission of the GMCL. The basis of the mission for the group is to make the music of contemporary Portuguese composers known to the public, especially that of Jorge Peixinho. Supported by DGArtes since 2000 it has developed a policy of commissioning works from composers, performing them in public, editing scores and phonograph records in order to disseminate them.

At the same time, the GMCL has a regular and productive pedagogical policy of dissemination, education of the public, and training of new conductors and players.

.

PARCERIAS

As parcerias com entidades culturais, poder local e promotoras de espectáculo continuaram a ser fundamentais nos diversos domínios da actividade do GMCL, quer na realização de concertos (Câmara Municipal de Lisboa, Câmara Municipal do Montijo, Câmara Musical de Castelo Branco, Centro Cultural de Belém, DGArtes), quer na edição (La Mà de Guido, AVA – Musical Editions), na gravação e divulgação (RTP – Antena2), quer no apoio geral à actividade do GMCL, destacando-se a parceria com a EAMCN – Escola Artística de Música do Conservatório Nacional na cedência de instalações e também de alguns instrumentos, decisiva no assegurar das condições necessárias a um trabalho estável e sustentado.

 

APOIOS

O GMCL é uma estrutura apoiada pela Secretaria de Estado da Cultura / Direcção-Geral das Artes.

 

Subscreva o nosso canal no Youtube